Postagens populares

sexta-feira, 15 de abril de 2011

O CANTO

Escreve e dorme
À beira do verbo
Isolado e lúcido
E depois cria
Com o semibreve
Corpo uma música
Na alma-de-orelha
Postar um comentário