Postagens populares

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

SE OLHARMOS NO CERNE

Talvez se olharmos no cerne
Do atabaque do Mestre do Tambor
E assim penetrarmos os nexos

Da Interior Selva
Encontraremos em nós o que dorme
E se seguirmos enfrentando as chamas
Acatando instantes imberbes,
Concordando em nossos troncos
Com as formiguinhas nas dermes,
Acenderemos com suas folhas

O caminho por entre átomos
Ao som do estalar palavras,
O coração aos berros veremos.
Postar um comentário