Postagens populares

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

NA PORTA DA DICI

Eu parei para ler uma letra de música
estampada na porta de vidro
de uma associação comercial
e pensei numa letra
que eu pudesse fazer
com lirismo igual

POR VOCÊ
EU DANÇARIA TANGO
NO TETO

Mas uma voz de mansinho
pra que ninguém a ouvisse
disse
devagarinho
num modo bossa-nova
de João ou Tom Jobim
quero o poema todo
fica quietim
quero o teu desejo
de ser mais que o mito

da aldeia inglória
quero a tua fama
lama flama à vista
tua imaginária
musa de revista
quero a tua dor
fingida de artista
quero a tua cor
pálida alquimista
quero, ou dá
ou desce

DESCI DANCEI
Postar um comentário