Postagens populares

terça-feira, 6 de novembro de 2012

QUANDO CHEGARAM OS DEUSES QUE NÃO SE ENTREGAM

Quando chegaram ao campo da alma
eu já estava de mente aberta
e o corpo embrulhava os olhos
e o senso alinhavava a hybris
e males tavam lá fora
e frios ao que se passava
os cães ladravam ao sol
e as fendas todas fecharam

Quando chegaram ao campo da alma
já estava o poema armado
e o não-visto usava os olhos
e o senso alinhavava a cova
e males voavam lá fora
os cães ladravam ao sol
e as fendas todas abriram
sobre o poema apontado

Quando chegaram ao campo
eu - xadrez abandonado
por dois princípios opostos
andava meio de lado
e enxergava deuses tortos
em sapos verdes montados
de verdade a estibordo
de onde fui defenestrado

Postar um comentário