Postagens populares

sábado, 3 de novembro de 2012

POUCO SEI DOS ANOS QUE TALVEZ

Pouco sei ou devo nem saber do pouco que.
O primeiro no começo da montanha, por exemplo.
Não, não te assustes de eu o saber.
O primeiro homem – um anão que assassinaste.
Perfuraste seus intestinos com tua feminilidade.
Vestiste as roupas das viúvas do anão que assassinaste.

E por anos que. Talvez se.
Pouco sei ou.

Sei que querias chegar a mim com teu perfil completo.
Mas pouco sei dos anos que talvez.
Postar um comentário