Postagens populares

terça-feira, 13 de novembro de 2012

RUA A PONTO DO FIM

A minha rua está cheia de buracos.
A minha rua se encolhe, desnuda.

Até perante a cadela muda.
O rosto da rua antes

Era tão belo como o teu!
Seu pescoço dobrava langue 

as exangues esquinas.
Agora não vê a hora de desligarem os aparelhos,

na UTI.
Postar um comentário