Postagens populares

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

ALÇADO A SER SÓ NO CAOS

Já notou o anti-poema
Alçado a ser só no caos,
Alheia boca em grafema?
Faz devorações que gingam,
Dançando vãos estilemas.


Mas seus títulos enfermos,
Seus diversos tons de doença,
E os seus corvos não renegam
Voos nos céus mais incertos,

A procura de histórias
No fundo de nadas que nego.
Postar um comentário