Postagens populares

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

DATA VÊNIA POR OBSÉQUIO - poema antigo revisto

Com a alma "down" e corpo incerto,

o poeta solicita, presto,

listagem de todos os poetas

lidos por cada um

dos que tem o hábito in(útil)

de ler poemas destes vagabundos.

Que sejam sublinhados os poetas

em desvio de função.

E os prontuários de todos os escritores

exonerados a bem do serviço poético

sejam a mim enviados.

Que mandem a mim também

os currículos dos poetas e escritores

aposentados.

De poetas de confiança, desconfio.

Quero ver as feridas e ouvir seus gritos

para acreditar na Poesia Sua

que bem entrou em minha Cuba

levando às mãos palmas de ouro.

Para acreditar piamente,

Tenho de ver chagas, os dentes

de suas palavras doentes

marcando o espaço em branco

(detesto poetas e saltimbancos!).

Postar um comentário