Postagens populares

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O GRITO

O grito fura cabelos
No espaço do tempo.

O grito mede vazios
No espaço em silêncio.

O grito mexe os ouvidos
No espaço sem tempo.

O grito faz o óbito
Do mito indiferente.

O grito instiga o verso
No espaço de sempre.

O grito insere insetos
Entre calmos intentos.
Postar um comentário