Postagens populares

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

SANGRAR NAS ÁGUAS

Sonhar a poesia feita da mais pura cruz,

Que seja capaz de sangrar nas águas.

Sonhar o amor que possa fluir sem dor,

Que dos olhos chegue ao real dos fundos,

Como o olhar de quem a gente ama,

Como sons de sóis profundos.

E ela vem se aproximando do poema,

Sente o coração cheiros gramáticos.

Ela mira o calcanhar da sintaxe. 
Postar um comentário