Postagens populares

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

CANTO PARA O MOMENTO FERIDO

Canto a urgente pauta,
E canto por meu instante,
Canto porque é urgente
O tempo neste levante.

Canto porque se eu não cantar
Outrem por mim não garante,
E por queixas de mal-amar
Faço um bem-amar cantante.

Canto pois meu momento
Por si só não se alevanta.
Então di(verso) arrebento
O bronco poema à garganta.


 Por cantar como azarão,
Azulão com A e R,
Se tiver ouvidos bons,
E me ouvir cantando, berre.
Postar um comentário