Postagens populares

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

O TREM

O trem.
A mulher inominável.
Só você a vê.
O olhar penetra fundo
nos trilhos.
O bruto corte,
a inesperada carona.
Meus ninhos morrem.
Embranquecem.
Os céus, plenos, sorriem.
Aquecem.
A viagem prossegue.
O trem respira
e passa o lenço no rosto.
Postar um comentário