Postagens populares

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

OBRA FALANTE

Quando apreciei um quadro,
pela primeira vez,
com meus olhos banhados em névoa,
tive de me aproximar bastante
para assim tirar conclusões mais abalizadas.
Ninguém quis saber de minha opinião
que escrevi em língua morta.
O próprio pintor estava morto.
Só sua obra é que falava a mim pelos cotovelos.
Postar um comentário