Postagens populares

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

FÓRMULA DE POEMA

Tenho um livro
que fala pelos cotovelos
e me enche o saco
com sua fórmula 
de se fazer um poema.
Escolher o tema, um.
Escolher as lavras.
Depois deixar na gaveta.
Passar vinte dias.
Passar um mês.
Se quiser até
Passar muito anos.

Tenho uma lagarta a atravessar angústias,
emoções sem razão e o contrário.

Vive a abrir a gaveta 
como se abre um forno.
Tem cabimento isso?
Por isso que eu só leio livros
como a uma borboleta que passou
no século retrasado, me beijou
e abandonou-me.

Postar um comentário