Postagens populares

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

RELEVANTE CUBATÃO


A minha terra se abraça a rios de relevo interior.

A minha terra está presa a conchas de amarelo-ouro.

A voz que lhe tange é um cordeiro de sol.

Aqui não há moças sem alma de mexerica e ipês roxos.

Desde quando nascem, seus risos nos pomares de nossos olhos.

Quero estender meu olhar e que achem beija-flores no vento.

Que se estampem nuvens retratando ancestrais manuéis.

Embora quando esteja triste fique alegre

E quando alegre fique triste e vá embora,

Há valores doces e cítricos que compensam.

E ouço uma música vinda do amor pelos jacatirões.


Embora esteja na nove de abril e o barulho seja anti.
Postar um comentário