Postagens populares

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

VIOLA BOLORENTA


Paulinho é gênio,
Quer ser escritor.
Só não leva prêmio
Se o assunto é amor.

Chega a ter ataque
Quando vê Maria,
Célia, Lúcia, Márcia,
Juntas num só dia.

Mas é no teclado
Que Paulinho vinga,
Joga o dedo irado
E poemas singra.

Vê a foto de um atleta
E inveja em seu tormento.
“Por fora, bela viola,
Por dentro, pão bolorento.”
Postar um comentário