Postagens populares

segunda-feira, 1 de abril de 2013

CUBATÃO DE VINTE E POUCOS

Quando tinha uns vinte e poucos,
agitou o leque em butanol
tolueno, benzeno,
acrilato de butila,
hidrocarboneto,
até xulezasso de botina
pra zuar o c(l)oreto.
Ela era assim:
Cubatão era doida, doidíssima,
de tanto tóxico, em 1979.
A gente saía pra fumaças homéricas.
Hoje, ela é careta,

482 anos
com corpinho de 66,
e tem muitos filhos pra cuidar.
Teve recaídas,vestindo fios de rio
oleoso e colorido. Mas
passou.
Postar um comentário