Postagens populares

sexta-feira, 26 de abril de 2013

LUA INVENTADA


A lua cheia brilha sob as cabeças.
Todos saem e dizem: maravilha!
Depois, o verme voltará ao sangue.
E a prostituta cândida à homilia.

Voltarão os de má cara a maldar.
Mas, enquanto há lua, há luaus
No sovaco da noite e espelham
Orvalhos em cada varal.

Nunca a lua foi tão linda. Jaz
A alma sobre o rio e descansa.
Tão amarela como o nunca mais.

Dá aurora às faces de faiança
E com sono girar ela faz
O amor em jogos de criança!
Postar um comentário