Postagens populares

domingo, 5 de maio de 2013

DESPREZAMOS A CADELA

Ficou a casa escura.
A porta fechada.
A cadela mugia.
Cadela ou boi?
Como um boi-nostalgia.
Mudamos para nichos de plástico.
E continuamos indo a nossas igrejas.

Repito, a velha casa ficou escura.
As paredes descascadas.
Infiltrações no teto.
A porta fechada.
A cadela mugindo.
E a gente via de longe.
A salivar ante o findar
Da cadela Ética,
Que foi morrendo lá dentro,
No lar que abandonamos.

Apesar de jurarmos amor à cidade,
Deixamos a cadela lá.
Postar um comentário