Postagens populares

terça-feira, 28 de maio de 2013

OSSOS PARA O PIEDOSO

Onde ele arranja tanta piedade?
Não o deixam morrer de fome.
Sempre uns cães ao redor,

Alimentando-o com o focinho.
Não o deixam, sempre
Esmola na hora certa
Em que a fome o esmigalha.
Uma mão sempre se estende.
Todos louvam seu sorriso de janelas.
Todos curtem sua mínima palavra.
Onde ele arranja tanta piedade?
Sempre uns cães ao redor.
Ele sempre começa: Oi, todos!
E todos se apiedam.
Postar um comentário