Postagens populares

domingo, 23 de junho de 2013

O AMOR É O AMOR (MAS O QUE É O AMOR A NÃO SER O QUE VOCÊ CHAMA DE AMOR?)

O Amor é confuso,
Recebe uso
Mas também põe,
Se equilibra
Mas cai no chão.
Às vezes, luta.
E outras não.


O Amor é valente
que nem leão.
Mas sabe ser
um bom cuzão.
Às vezes vaza,
nem começou,
tal um bom som.

Por que o Amor
não é motivo
pra mais amar
e ser mais vivo?
Por que há morte?
Por que há dor?

Talvez seja mais confuso
O Homem do que o Amor
Que nasce rechonchudinho,
Como um vasinho de flor,

Tem um belo sorrisinho
Como o rosto da Amada,
Quando recebe um carinho,
Enrodilhando, deitada.

Vemos então seu rostinho
Aconchegando bem mais.
E a Amada com jeitinho
Eterniza o que é fugaz.

E se redobra o carinho,
Vem beijinho, vem abraço,
Com mais calor fica o ninho,
E o amor corta embaraços.
Postar um comentário