Postagens populares

domingo, 30 de junho de 2013

NAS PRIMÍCIAS

Isto significa aquilo,
E
a direção da tempestade?

Era uma vez numa biblioteca
uma flor entre os livros.
Lá fora a tormenta que a gerou.
Uma flor chamada a servir.                                                                                                                                                                             Não falarei mais com as estrelas.
Ora, direis.
Nem pintar-me-ei com os corais.
Jogarei a agenda.
O mar enfurece.
Nunca mais terei esperança.
Devo confiar na bonança
Mudando a tempestade?

Que amor está concentrado
nos dreads das árvores

do Anilinas.
Postar um comentário