Postagens populares

segunda-feira, 1 de julho de 2013

APAGÃO

O apagão apontou,
A casa se encolheu.
Será que sou quem restou?
Ou quem desapareceu?

Tudo se tornou um breu,
Sombras suando nos vãos.
Incendiados com velas,

Anjos rolam pelo chão.

Acendi o meu escuro,
Luzes fiz de escuridão.
O amor ferindo o eu,
Arpoado tubarão.
Postar um comentário