Postagens populares

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

ANDOU ENTRE NÓS

Depois de cortar as asas,

andou entre os homens.


Cortou-as, com dor,

pois dor se permitia.

O pó ficou nos dedos,

ele voou-se no elo

que o fez ver nuvens

sem camisola.

Desceu pra terra,

escorregando em arco.

Ao colidir com avi-


ão,

caiu no chão.

Atravessou a rua

Com fome e fuselagem.

Do outro lado, duas

palavras viu.

Pegou-as e devolveu-as ao silente próximo


deficiente de palavra.

Depois voltou ao ponto de origem.

Tirou do seu sangue


pedaços sonolentos de meteoro

e deu-os aos pássaros dos beirais.

Estes os ancestrais dos nefelibatas.
Postar um comentário