Postagens populares

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

LAGO DO AFETO

Chegando ao lago do afeto,
Molhe o corpo sem remorsos,
E lembre bem meu poema
A lamber-te até os ossos,
Espalhando-te as melenas.

E com mágicos esforços
Que sete oceanos banhem
O amor nosso, tormenta,
Farei de suas escumas
Mais amor pra nosso invento.

Assim, confrontando rochas,
Figurando, leonino,
No aceso ventre das tochas,
Mostre o nosso amor menino
Suas águas fervorosas.
Postar um comentário