Postagens populares

domingo, 1 de setembro de 2013

METAMÓRFICO




Metamórfico,

o poeta abre as asas esburacadas.

O lago está seco.

O lobo brinca com o leão

do outro lado.

Pelos buracos das asas

sóis desconhecidos

pontilham os caminhos.

Há sangue na roupa do mundo.

Há velocidade demais para a fome.

O poeta não dorme.

Ensopado da chuva temporã.
Postar um comentário