Postagens populares

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

O TEMPO ADOÇOU O AMOR




O leve tempo adoçou-lhe o amor,

A inundação dos fatos,

Cantado pelos grilos aos casais.

A rua estava em câmera lenta.

A lua apoiava-se no cume da serra,

De crateras semicerradas.

Uma estrela acendia quando outra apagava.

A espaços, um anjo acendia uma lanterna.
Postar um comentário