Postagens populares

domingo, 22 de setembro de 2013

TRESPASSE DE MEU MAR PROFUNDO


Penso em chegar aos corvos
mas há um cansaço antecipado
de finalizar a meta à janela

Guerras racham humanidades
fomes quebram braços
sedes estilhaçam estômagos

Os degraus são insuficientes
a meu hábito de oceano inquieto
em bronze e nunca mais

Minha alma se acinzenta

de corvos fechando
profundidades de superfície
Postar um comentário