Postagens populares

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

ESTAVA TRANCADO


Estava o poeta trancado
como um barco
no azul do quarto, 
pois
levaram a chave.
Quando arrombaram a porta,
ele era defunto de ar
na praia da cama
e ninguém o viu flutuar,
em movimento, 
no vento,
e rodear
a lâmpada,
abriram a porta
de algas
e ele fugiu,
quando leu
a maçã de palavras

Postar um comentário