Postagens populares

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

MORREREI JÁ QUE VOCÊ QUER




Me falam que morrerei.
Me vigiam sabendo disso.
Que morrerei por vontade
Em qualquer retrato.

Falam de um mosquito.
Que perdeu sangue e caiu.
Pra que eu não perca o meu
Quando a vontade vir.

A morte nasceu numa espinha
Que no meu rosto apontou.
Era tão poesia minha 
Quando do ventre eu saí.

O oceano brame ao longe.
Ele é feliz tempestuando
Ouvindo o canto da terra,
Eu sou morrente mas ando.
Postar um comentário