Postagens populares

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

PALAVRA QUEBRADA EM TROPEÇOS

Nas teclas flutuam
meio selvagens
compostos arcos
de ensimesmar.

Hoje há sons oblíquos
nas asas de mim.
Hoje há luz em cílios
de folhas que matam.

O ser enfrenta outro ser
e põe o amor na "parada"
e em poema interior
tropeça e quebra a palavra.
Postar um comentário