Postagens populares

sábado, 2 de novembro de 2013

ERGO SÃO ERGO SUM

Ergo meu dedo-falo aos que vendem sua tez e tesão
Aos que tratam a Arte com desfaçatez e circo e pão
Aos artistas que prejudicam outros artistas por vingança e ambição
E que se julgam vítimas inobstante o louvor da mídia e a mesa de seu banquete, plena de frutos de plástico brilhantes
Ao Poder Sem Rosto que nos dá aves corruptas a apodrecer nossos céus com cremes dentais
Ergo meu dedo-falo aos que nos erguem sua violência com baba dourada
Aos que trepam em nossa consciência sem remorso
Ergo meu dedo-falo aos que prendem pássaros e censuram vôos
Ergo meu dedo-falo aos que riem com máscara alheia
Ergo meu dedo-falo aos que murmuram calúnias
Ergo meu dedo-falo aos que sussurram sentenças com fel
Ergo meu dedo-falo aos que tratam o amor com psicológica clitoridomia
Ergo meu dedo-falo aos que surram cães como bebem água
Ergo meu dedo-falo aos que vampirizam dignidades
Ergo meu dedo-falo aos que se orgulham dos antolhos
Ergo meu dedo-falo aos que se envaidecem do efêmero
Ergo meu dedo-falo aos que gozam em nossas faces com fast foods
Ergo meu dedo médio aos que nos enfiam transgênicos pesticidas conservantes frituras sem lubrificante etc etc etc
Dedo-falo que ora é calo, fogo e fúria
Postar um comentário