Postagens populares

terça-feira, 12 de novembro de 2013

OLHAR COM TERNURA

O tempo corre.
O tempo ressurge
De onde morre.

Olhar com calma
A flor no musgo.
O musgo na pedra.
O caramujo.

Perder um tempo.
Quebrar o ponteiro.
Sacudir a água do espelho.
Ver a cor das flores.
Ver o movimento do lobo.

Olhar com ternura,
Pois não há cura
Para as coisas sujas
A não ser um novo olhar,
Como o de olhos
De um deus jovem
Com verbo de floresta virgem.
Postar um comentário