Postagens populares

sábado, 15 de fevereiro de 2014

MENTINDO-ME O ROSTO

Quando recebi este rosto de hoje,
assim inchado como pé-de-atleta-baixo,
pesqueiro com motor magoado,
olhos lotados de medo e cansaço,
e estas mãos com sardas crescendo
ao modo de árvores intensas,
e este peito a perder-se no queixo,
não foi surpresa.
Conheço o espelho de longa data
e ele sempre foi um filho-da-puta,
mentindo meu rosto a cada momento.
Postar um comentário