Postagens populares

sábado, 15 de fevereiro de 2014

NUNCA FEZ TANTO CALOR


Enquanto pseudos-fruidores com perfurantes olhos e bocas

drenam do pescoço da cultura o sonho

e reflexos, no instante em que vendedores no lotação 

violentam mãos desnudas de meninas com balas,

o calor torna mais "brabos" os covardes fatos cortantes.
Postar um comentário