Postagens populares

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

QUEM HÁ DE DOURAR-ME

Quem há de dourar-me o espírito
com o ouro do Alquimista?
Quem há de doar-me átomos
para que mais vida eu vista?

Nasci, em cidade antiga,
com fios de marionete,
e o cheio verso vazio,
a cantiga em canivetes.

E a pergunta inusitada:
-Quem há de ao infinito,
chegar sem tecer a Escada?

E não possuo, interdito,
resposta certificada,
ardendo de sangue e grito.
Postar um comentário