Postagens populares

sexta-feira, 28 de março de 2014

NO TEATRO ELA E A MÃE

Distraída, uma criança 
olha as luzes do teatro.
Anda sobre o tapete, 

tropeça, quente fato.

Sua mãe, deslumbrada, 

olha as luzes do teatro.
Parada na poltrona, 

sua.

No palco, a vida e a morte.

Na vida, o palco da morte.
Na morte, o último ato da ilusão
da vida.

No tapete, o registro da semente, 
enquanto o início e o fim
se alastram em torno,
aos tropeços.
Postar um comentário