Postagens populares

sexta-feira, 11 de abril de 2014

EFÊMERO CHOVENDO

Um escuro barqueiro
Usa chuvas alheias

Pra causar a morte.
Torneiro das águas

No esmeril da lira,
Construo-me chuvas

Para desviá-lo.
Dizem ser eterno

O que existe efêmero
Em poemas
Chovendo.
Postar um comentário