Postagens populares

quinta-feira, 17 de abril de 2014

PARA CAPITÃO KIRK

Há um espaço.
Preencho-o.
Há um tempo.
Escalo-o.

Um poema é como uma nave.
Uma ave numa fruta.
Um beija-flor com desejo.
Uma flor despetalando, amando.

Não há nada como estar no poema
amaciando calosidades espaciais.
Postar um comentário