Postagens populares

segunda-feira, 2 de junho de 2014

CHEIRO DE FEBRE E UIVO

A face de mim que te espreme
A partir da noite
De uva de dentro de tua pele

A face de mim que se expande
A face de mim que te trai com o luar
E a que tem força de mangue

A face de mim tua carne
A face de mim teu gozo
Na face da face da face

A face que a morte deslancha
Sabedora amarga de tudo

O cheiro que fica de tua febre e uivo
Uso mortal pra asfaltar desejos
Postar um comentário