Postagens populares

sábado, 7 de junho de 2014

POETA CURVADO

O poeta curvou-se
às escuras da noite.

Tava em sombra o seu
torto eu de açoites.

Dia de água e ausência
nos olhos afoitos.
Postar um comentário