Postagens populares

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

FASTIO AO SOM DO SOL

Quero cobrir o som do sol.
Meu senso é cinza agora.
Sensível ao cão que morde-nos os miolos.
Ao gato satírico que chora em francês.
Ao rato de dentro que sofre pauladas.
Sou a dúvida quando vou e chego.
Louvo ao ausente de modelo e esquema.
Ao que chora no canto a busca de si,
Pesadelos escorrendo como papinha,
Sou sensível, acredite, às certezas,
Embora elas fujam todas as manhãs.
Tenho até de comprar uns maçaricos
para soldá-las no corpo do ar.
Postar um comentário