Postagens populares

sábado, 2 de agosto de 2014

ATÉ QUANDO A MALDIÇÃO DE CAM

O Poder oferta o cálice,
Pagará no alto tálamo
À Morte da Infância?

Sabe-se?
Pra onde o perdido gesto
Aposto nas ruínas?
Que cabeça posta à festa?

Onde o esperado regaço?
Os argênteos restos
Da lua devorados
Por neo-ogros banhados
Em leite e amargo fel.
Até quando
A maldição de Cam
Do Tio Jacó e de
Eretz-Sam sobre Palest?
Postar um comentário