Postagens populares

sábado, 6 de setembro de 2014

O ANSEIO EM MIM


O anseio, em mim?
esse é bem profundo.
No meu eu sem fim
acabou-se o mundo.
E hoje é só domingo
(MESMO FERIADO)
em pé a poesia
finge de apagada,
mas atenta ao sonho
brilha ensolarada,
no poeta-fanho
o verso faz giro
mesmo pouco o ganho,
brada contra o ouro
falso em touro doente,
bate ao vento, o sente.
E virando a hora
sob fatos/fotos
do cotidiano
o domingo é o tal
(FOTO DE JORNAL)
Postar um comentário