Postagens populares

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

TENHO DE QUEBRAR

O rosto já não espelha.

Endureceu após o dia.

Há um deserto por cima.

Sou camelo e cachoeira.

Tenho vinhas de estresse.

Antes, escorria pelos braços, tronco e pernas.

Tenho impressão que esvazio farpas.

Agora, olho o espelho.

E lembro que não posso

olhar por muito tempo.

Tenho de quebrar oito horas.
Postar um comentário