Postagens populares

terça-feira, 5 de maio de 2015

Ir ao Subterrâneo

Ir ao subterrâneo
e encontrar cores que rejeitei,
aquela máquina enferrujada de fazer churros,
aquela namorada que criei sem querer,
usando a solidão como sua matéria-prima

Lá deixei céus enrolados nos olhos de Maria,
podem ficar lá
com os gramofones envoltos em desbotados azuis

Lá infernos rezam fogaréus imensos
pelas bombas que estouram aqui,
dentro da gente

Preciso encontrar as cores
e desmanchá-las em ti, onde as bombas começam
Postar um comentário