Postagens populares

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

COMO AVES E PÉROLAS RABISCOS

Palavras vão
como aves-vento,
pérolas nascem
quando chegam boas

nos corações.

E não fazem rios que se repetem.
Rabiscam-nos muito
e são como soldados calados

ou não.
Cada poema é um
lutando uma batalha para muitos.
Um soldado para confrontos sensíveis.
Postar um comentário