Postagens populares

domingo, 22 de novembro de 2015

LOUCURANCICE

Os poemas por dentro
parem grávidas perguntas.
Conceitos são adultos
relevos, vermes?
Abrasado, sou líquido.
Sede de ser pós-conceito.
E descobrir quem pariu Loucura
quando o tempo era pequeno
e brincava com Amor.
Sede de quando ela nasceu em mim.
Por seus vestígios ou bactérias
De mãe sábia.
Postar um comentário