Postagens populares

quinta-feira, 14 de julho de 2016

DANÇANDO O ESPAÇO

Com um furor 

Nas lascas do lápis,

Com anseio torto,

Borrei-me no auge.


Urgia a ressurreição dos

Pincéis para os cabelos brancos,

Após assumir o cheiro

De mudanças constantes.


Mas por estar sempre mudando,

Por vezes, deixo o tempo,

E danço o espaço.

A sós.

Postar um comentário