Postagens populares

quinta-feira, 14 de julho de 2016

SOBRE AS ONDAS

Num inexato instante

Desfiando

Mágoa flutuante

Mas sem tento

Naquela sua nudez

De ilha 


A adormecer

Pulou o amor de vez

Sobre 


As ondas

E em nascente ferida

Tatuada 


Na virilha-coração

Fez-se prisma

Distante


Ainda a quilha

De Caronte
Postar um comentário